ACS na audiência pública em favor do reconhecimento da mulher policial militar

958 Vistas
abril 26, 2017

Cerca de 150 pessoas, a maioria mulheres policiais militares, participou da audiência pública em favor da aposentadoria das policiais militares do Estado aos 25 anos de serviço. O evento aconteceu no auditório “Paulo Kobayashi” da Assembleia Legislativa, no dia 25 de abril, por iniciativa do deputado Coronel Camilo.

A mobilização aconteceu com o intuito de debater a importância da aprovação do Projeto de Lei Complementar nº 4/2017, de autoria do governador Geral Alckmin, que trata da inatividade dos policiais militares, principalmente da Emenda nº 7 , que estipula os 25 anos de serviço para a aposentadoria da mulher policial militar, e sensibilizar os deputados para a causa. Após a audiência, todos os presentes realizaram visita aos gabinetes dos deputados para apresentar os subsídios e pedir apoio para aprovação da proposta. “É fundamental que essa união ocorra de imediato. Precisamos demonstrar a força, pois o Governo está em dúvida sobre a emenda”, afirmou Coronel Camilo. A emenda deve entrar em votação no Plenário da Casa nos próximos dias.

Durante a audiência, Camilo fez uma apresentação argumentando os motivos de tal emenda. Ele citou como exemplo que as policiais civis do Estado já têm esse benefício e também sobre a necessidade de equiparação da policial militar em relação às mulheres professoras da rede pública estadual, que já se aposentam aos 25 anos de serviço, sem contar que 15 Estados já adotaram essa medida.

A audiência contou com a presença do deputado Coronel Camilo, deputado Coronel Telhada, Major da PM Nelson Moraes de Proença Junior, do 14º BPM/I, de Registro/SP e os presidentes e representantes das entidades representativas dos PMs: Associação dos Cabos e Soldados, presidida pelo Cabo Wilson Morais; Associação dos Subtenentes e Sargentos, presidida por Marco Antonio Zanca; Associação dos Policiais Militares Deficientes Físicos (APMDFESP), presidida pelo Sargento Elcio Inocente e a Pauliserv-SP, presidida por Ana Angela Palermo.

Representando a ACS, também marcou presença as diretoras Cristiane Andreoni (diretora do Departamento Feminino), Raquel Ribeiro (presidente da Regional de Botucatu) e Maria Cristina Figueiredo (tesoureira da Regional de Botucatu) e os diretores Ronaldo Carlos Scheibel (Comunicação Social), Marcelo Roberto da Silva (vice-diretor Financeiro) e Anderson Luiz Carvalho (relator do Conselho Fiscal).

Reunião com o presidente da Alesp
Após a audiência pública, os presidentes das entidades representativas e mulheres policiais militares presentes se reuniram com o presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris, e os deputados Coronel Camilo e Coronel Telhada, para solicitar apoio à aprovação da proposta.

O presidente da Associação dos Cabos e Soldados, Cabo Wilson Morais, lembrou que o governador já havia se comprometido em aprovar a proposta há anos, proposta esta que sempre foi defendida pela entidade. “Temos que corrigir esta injustiça contra a mulher policial militar“, afirma Cabo Wilson.

Após a reunião, todos os presentes se dirigiram ao Plenário da Casa para companhar a sessão, com direito a ovação aos deputados que defendiam a aprovação dos 25 anos de serviço às PMs.

A ACS na luta para a aprovação dos 25 anos de serviço para as mulheres policiais militares!

Presidente da Assembleia, Cauê Macris, recebe os deputados Coronel Camilo e Coronel Telhada, presidentes das entidades de classe e mulheres policiais militares

As diretoras da ACS com policiais militares e Coronel Camilo

Jornalismo ACSPMESP

Author: Jornalismo ACSPMESP

Share This Post On