Colônia de Férias de Ubatuba

Informações Gerais

Localização

Localizado a aproximadamente 230KM de São Paulo,  a Colônia de Férias de Ubatuba é mais uma boa opção de lazer que a Associação dos Cabos e Soldados oferece para você e sua família.

O Endereço da Colônia de Férias de Ubatuba é Rua Paraná, 229 – Praia da Lagoinha – Ubatuba / SP (na altura do Km 73)

ATENÇÃO: Por motivo de duplicidade de endereço, especificar no GPS, PRAIA DA LAGOINHA.

Instalações

A colônia oferece 9 casas, piscina para adultos e crianças. Cada casa possui:

– 1 (um) banheiro social
– 1 Suite com cama de casal
– 1 Quarto com 2 (duas) beliches
– Sala com TV e ventilador de teto
– Cozinha com geladeira, fogão e Microondas.
– Garagem (2 vagas por casa)

E AGORA TODOS OS APARTAMENTOS TEM WI-FI GRÁTIS E TV A CABO

OBS: TODAS AS SEGUNDAS, A PISCINA ESTARÁ FECHADA PARA MANUTENÇÃO

Como Chegar em Ubatuba

Crie a sua melhor rota. Acesse o Google Maps.

Preços, Formas de Pagamentos e Reservas

Reservas

O ANO INTEIRO SERÁ FEITO SORTEIO.

1) Para Datas Especiais: Feriados, Carnaval, Natal e Ano Novo, será feito  pacotes de diária.
Critério para Inscrição: Ligar com dois meses de antecedência, no 1º dia útil do mês que antecede as datas especiais. (As regionais ficam cientes do período de inscrições).

 2) Para Datas Comuns
Critério para Inscrição: Ligar com um mês de antecedência. As inscrições têm início todo primeiro dia útil do mês anterior.
O sorteio acontece todo dia 15 (se o dia 15 cair em um fim de semana, o sorteio acontecerá no dia útil anterior).
ATENÇÃO: O PERÍODO PARA AS INSCRIÇÕES SERÁ DO DIA 01 ATÉ O DIA 14 (dias úteis).

3) O Sócio poderá levar até 09 (nove) pessoas por reserva (incluindo crianças).
ATENÇÃO: NÃO É PERMITIDO LEVAR ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO.

As reservas têm duração mínima de duas diárias e meias e máximas de quatro diárias e meias.

2 Diárias e meia R$ 400,00
3 Diárias e meia R$ 560,00
4 Diárias e meia R$ 720,00

 

 

 

 

 

 

Formas de Pagamento

– A vista (Depósito/Transferência)

– Parcelamento somente em Cheque (Apenas do Sócio Titular ou do conjugue)

ATENÇÃO 1 : O PAGAMENTO DEVERÁ SER FEITO NO ATO DA RESERVA, PARA DAR CONFORMIDADE

ATENÇÃO 2 : NÃO ACEITAMOS CHEQUES DE TERCEIROS

– Depósito em conta corrente

BANCO : Banco do Brasil
Agência : 6953-1
Conta Corrente : 1181-9

  • O Associado deve enviar o comprovante de depósito  devidamente identificado com o seu R.E. (Se Militar), Matrícula (Se Pensionista) ou RG (Sócio Civil ou Optante) por email ou por fax.
  • Somente Associados da ACSPMESP podem ser os titulares das reservas.
  • Para dar conformidade na reserva, o associado deve enviar o comprovante de pagamento identificado com o seu R.E (se Militar), MATRÍCULA (se PENSIONISTA) ou CPF (se SÓCIO CIVIL OU OPTANTE), Ficha de Reserva Assinada pelo Titular. No dia da Hospedagem, entregar devidamente preenchido na Colônia; Folha com os Nomes e RG, dos dependentes.
  • Toda a alimentação é por conta do hóspede
  • É necessário levar alimentação, roupa de cama, roupa de banho, produtos de higiene pessoal e de limpeza.

Reservas : Regional 01 – São José dos Campos – (0xx12) 3933-7736/7655 ou no núcleo representativo de Taubaté (0xx12) 3632-4700.

Informações Adicionais

Município

Ubatuba

Características geográficas

População : 78.801 hab. Censo IBGE/2010
Área da unidade territorial (Km2) : 723,829
Densidade demográfica (hab/Km2) : 110,87
Gentílico : ubatubano
Fuso horário : UTC-3

História

Foram os índios Tamoios os primeiros habitantes de Ubatuba, que até início do século XVII, possuíam numerosas aldeias. Transcorreu ali, a Confederação dos Tamoios, levante indígena contra os colonizadores portugueses, causado por incentivo dos franceses (Nicolau Durand de Villegaignon) invasores do Rio de Janeiro.

Hans Staden, mercenário alemão, do forte português de São Jorge do Bertioga, ficou prisioneiro na aldeia de Iperoig. Depois dele, Padres Manoel da Nóbrega e José de Anchieta foram os primeiros brancos a visitar o aldeamento de Ubatuba, com o intuito de apaziguar os Tamoios. Nesse tempo, Anchieta escreveu o célebre “Poema à Virgem”, nas areias de Ubatuba. Com hábil indicação desses padres, foi estabelecido em 1563, o tratado “A Paz de Iperoig”.

Ubatuba, cujo topônimo decorre de “Ybá-tiba”- abundância de cana brava utilizada para confecção de flechas, foi fundada pelo Capitão e ouvidor Jordão Homem da Costa, natural da ilha portugueses Terceira, que com sua família e agregados, aqui se estabeleceram por volta de 1600. Levantou uma capela sob invocação de “Exaltação de Santa Cruz”, iniciando, assim, a povoação local. Foram concedidas as primeiras sesmarias cabendo a Inocêncio de Inhatete e Miguel Gonçalves, em 1610, as terras que compõem o atual Município, entre os rios Marajaimirendiba e Ubatuba. Pouco tempo depois, em 1637, foi elevada à categoria de vila (Município), predominando em sua economia as culturas da mandioca e cana-de-açúcar, e ainda a pesca.

Durante a primeira metade do século XIX, o café foi o principal responsável pelo grande surto de desenvolvimento ocorrido e pelo seu porto era escoada a produção do Vale do Paraíba.

Dados Retirados do Site do IBGE.

Fotos da Colônia de Férias de Ubatuba

1,151,295 visualizações no total, 30 visualizações hoje

Volta ao Topo da Página