CERPM repudia reajuste de 4% à categoria anunciado por Geraldo Alckmin

0
5.313 visitas

Após o anúncio de reajuste de apenas 4% às polícias Militar, Civil e Técnico-Científica feito pelo governador Geraldo Alckmin no dia 4 de janeiro de 2018, os membros da CERPM – Coordenadoria das Entidades Representativas dos Policiais Militares do Estado de São Paulo se reuniram na sede da Associação dos Cabos e Soldados (ACS) em reunião extraordinária para discutir o assunto.

Durante a reunião, a Coordenadoria decidiu publicar uma NOTA DE REPÚDIO ao anúncio do reajuste no jornal Metrô News e fazer uma campanha de críticas ao governo de Geraldo Alckmin e elogios ao trabalho das Polícias até o final do mês, antes da votação do projeto pelos deputados na Assembleia Legislativa, prevista para o dia 1º de fevereiro de 2018.

Toda a categoria está indignada e descontente com o anúncio. Esperávamos mais consideração por parte do governo pelo excelente trabalho que as polícias estão realizando, mesmo sem reajuste há quatro anos“, desabafou o presidente da CERPM, Cabo Wilson Morais, também presidente da ACS.

Confira a NOTA DE REPÚDIO divulgada e publicada no jornal Metrô News.

 

Publicação da carta de Repúdio no jornal Metrô News do dia 8 de janeiro de 2018.