Realizações

A ascensão do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo foi tão significativa que, de 1975 a 1980, alcançou uma média de 1,5 mil novos associados por ano. A sede da Rua General Júlio Marcondes Salgado tornara-se pequena. A sorte foi que um ano antes, em 1979, a Diretoria do Centro Social já havia deliberado a aquisição do atual prédio da Avenida Marquês de São Vicente, 531, na Barra Funda, cujo fechamento do negócio na época foi considerado por alguns como projeto megalomaníaco, pois nem estação de metrô havia por perto. Hoje o mesmo edifício está situado pela proximidade do Metrô Barra Funda, da sede do Tribunal de Justiça do Trabalho (por onde circula cerca de 10 mil pessoas por dia), do Memorial da América Latina, das Marginais Tietê e Pinheiros e de outros pólos industriais e comerciais.
Os próximos anos que se seguiram, mesmo com os mirabolantes planos econômicos na década de 1980 aplicados pelos sucessivos governos não acarretaram nenhum tipo de empecilho para o desenvolvimento do Centro Social dos Cabos e Soldados. A entidade investiu maciçamente em novos imóveis para ampliar o número de regionais e proporcionar lazer e recreação aos associados, a exemplo da Colônia de Férias de Itanhaém, que foi totalmente reformada através de um projeto arquitetônico sem precedentes. Em maio de 1994 (três meses após o então ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso criar a URV), o Centro Social dos Cabos e Soldados oficializou, em caráter definitivo, o nome de Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo.
Em 1995, o Cabo PM Wilson de Oliveira Morais despontava como novo presidente da entidade, sucedendo o Cabo PM Valfredo Araújo Santos. Dois anos mais tarde, ele tornou-se o idealizador de um convênio inédito entre os Governos Federal e Estadual, conseguindo verbas a serem destinadas para a construção de 10 mil moradias aos Policiais Militares e Civis, sendo que 6,4 mil habitações seriam para Policiais Militares e 3,6 mil para Policiais Civis. Atualmente, a Associação dos Cabos e Soldados já entregou mais de 3,5 mil unidades. Este convênio serviu de exemplo para todo o Brasil.
Hoje a Associação dos Cabos e Soldados possui, além da sede central, 15 Regionais e 8 Núcleos Representativos no Estado de São Paulo, 8 clubes de campo e pesca e duas Colônias de Férias, uma em Itanhaém e outra em Ubatuba.